RSS

Exemplos de gratidão, alegria e serviço

Por: Melanie Borges

“Então, disse Maria:

A minha alma engrandece ao Senhor e o meu espírito se alegrou em Deus, meu Salvador, porque contemplou na humildade da sua serva.

Pois, desde agora, todas as gerações me considerarão bem-aventurada,

porque o Poderoso me fez grandes coisas. Santo é o seu nome.” (Lucas 1.46-49).

Dentre os exemplos de mulheres da Bíblia, Maria é uma em que observamos gratidão, alegria e serviço, apesar de todas as dificuldades.

Consciente de sua missão, de ser a mãe da natureza humana de Jesus, ela não buscou glória para si mesma, nem permitiu ser adorada, mas acompanhou Jesus em seu ministério como serva, compreendendo que Ele era Deus.

Imagino ter sido muito difícil para ela, especialmente, ver Jesus morrer na cruz.

Mas ela nunca deixou de exaltar a Deus, seu Salvador e Senhor, e demonstrar humildade e gratidão diante dos Seus planos para ela. Serviu em todo tempo, acompanhando Jesus em seu ministério.

Um exemplo para nós, principalmente por ter sido chamada por Deus muito jovem, com cerca de 16 anos.

Outro exemplo é Fanny Jane Crosby. Ela não é uma mulher da Bíblia, mas demonstrou submissão durante toda a sua vida diante do que Deus lhe apresentou. Ela ficou cega aos 6 meses de idade, e aos 8 anos escreveu este poema:

Oh what a happy soul I am,

Although I cannot see;

I am resolved that in this world

Contented I will be.

How many blessings I enjoy,

That other people don't;

To weep and sigh because I'm blind,

I cannot, and I won't.

(Que alma feliz eu sou,/ Embora não possa ver;/ Eu resolvi que neste mundo/ Contente eu vou ser./ Quantas bênçãos eu tenho,/ Que outras pessoas não tem;/ Chorar e suspirar porque sou cega,/ Não posso, e não vou.)

Ela viveu uma vida extremamente ativa, estudando e, posteriormente, trabalhando como professora no Instituto para cegos de Nova York.

Aos 15 anos, sabia de cor o Pentateuco, os quatro Evangelhos, Provérbios, Cântico dos Cânticos e muitos Salmos, mas se converteu somente aos 30 anos, na Igreja Metodista.

Sempre lutou pela educação dos cegos e foi a primeira mulher a falar no Senado americano, em defesa dessa causa. Escreveu hinos tradicionais como “Blessed assurance” (Vivo feliz, pois sou de Jesus) e “Near the cross” (Quero estar ao pé da cruz).

Algo interessante na letra original do hino Blessed assurance, é que, na segunda estrofe, ela diz que tem visões do arrebatamento.

Percebemos que a cegueira nunca a impediu de ver a glória de Deus, e ela demonstra sua alegria em servir e sua gratidão pela vida em seus hinos.

Que essas duas servas do Senhor sempre nos inspirem com seu exemplo, para nos lembrar que Deus sempre faz o melhor por nós.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Para que o Mundo Creia

Por: Secretaria de Comunicação

Ide e Pregai essa foi uma ordenança deixada pelo Senhor Jesus Cristo a todos aqueles que o receberam como Único e Suficiente Salvador.

A cada dia que passa é notório que a volta de Jesus se aproxima, porém a Bíblia afirma em Mateus 24.14 que “E será pregado este evangelho do reino por todo o mundo, para testemunho a todas as nações. Então, virá o fim”, este versículo foi dito pelo Salvador do mundo, durante o seu sermão profético.

Além, da pregação do evangelho outros sinais vão acontecer e já estão acontecendo e todos eles são prenúncios da volta de Cristo.

Sabendo da necessidade da pregação do evangelho, do ide de Jesus, e da aproximação de Sua vinda é que a Unijovem durante todo o mês de Abril irá estudar o tema Evangelização e a divisa está em Lucas 4.18 “O Espírito do Senhor é sobre mim, Pois que me ungiu para evangelizar os pobres. Enviou-me a curar os quebrantados do coração”.

Os responsáveis por trazerem os estudos serão os irmãos: Matheus Martins, Gabriel de Carvalho, Oswaldo Moreira e Evandro Fernandes.

Participe, será de grande enriquecimento para sua vida espiritual, todo domingo às 18h na Primeira Igreja Batista de Presidente Prudente.

http://www.youtube.com/watch?v=OhAUsVdXocI

video
  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Transformação de Vida no Sudão


Por: Junta de Missões Mundiais

A obra de evangelização no Sudão colhe mais frutos a cada dia. Como resultado da semeadura realizada pelos missionários da JMM no país durante o ano de 2009, no dia 15 de novembro foram batizadas 15 pessoas, que declararam publicamente sua fé em Cristo e impactaram os presentes com seus testemunhos.

Uma dessas pessoas era uma mulher que havia sofrido abusos físicos e emocionais por ter se convertido a Jesus. De acordo com a equipe missionária, no momento do batismo ela ainda sentia dores pelo corpo e estava abatida, mas mesmo assim sua alegria era evidente e contagiou a todos. “Sua dor não era mais forte que a presença do verdadeiro Deus, o Deus vivo”, conta um missionário. Além daquela irmã, outras pessoas testemunharam do poder do Evangelho em suas vidas.

Um dos rapazes batizados foi impactado pelo testemunho de vida de um amigo cristão. Ele percebeu que havia alegria em seu olhar, apesar das lutas diárias. Foi então que descobriu que o sorriso e a constante alegria eram evidências do amor de Jesus em sua vida. Permaneceu indeciso por uns dias, mas sua vida já não era mais a mesma e seu coração o traía com relação à antiga fé. Assim, ele procurou uma das missionárias e tomou a decisão mais correta de sua vida. Hoje, ele é uma pessoa diferente, e tem testemunhado disso a todos.


video
  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Como Vasos de Barro

Por: Departamento de Comunicação

No sábado, 19/03, a Unijovem esteve na missão do Jardim Ana Jacinta. Cerca de 40 pessoas estiveram no culto, o irmão Everton Correia dirigiu o culto, o grupo Haggios, os irmãos Marcela Picoli e Oswaldo Moreira fizeram um dueto e o Conjunto Unicentes também fizeram uma apresentação.

O irmão Oswaldo Moreira, foi o responsável por trazer a mensagem está logo abaixo.

Texto: Jeremias 18.1 a 6

A palavra do SENHOR, que veio a Jeremias, dizendo:

Levanta-te, e desce à casa do oleiro, e lá te farei ouvir as minhas palavras.

E desci à casa do oleiro, e eis que ele estava fazendo a sua obra sobre as rodas,

Como o vaso, que ele fazia de barro, quebr ou-se na mão do oleiro, tornou a fazer dele outro vaso, conforme o que pareceu bem aos olhos do oleiro fazer.

Então veio a mim a palavra do SENHOR, dizendo:

Não poderei eu fazer de vós como fez este oleiro, ó casa de Israel? diz o SENHOR. Eis que, como o barro na mão

do oleiro, assim sois vós na minha mão, ó casa de Israel.

Em tempos de aflições, sejam elas causadas por mãos humanas ou por obras da natureza, é comum repentinamente pensarmos em respostas, soluções para tal problema que envolve seu bairro, seu estado, pais... O mundo. Estes são problemas externos, que inicialmente afetam apenas o visível. O grande perigo esta nos invisíveis que são pecados, pois estes são internos e atacam a tua Alma.

Problemas externos podem ser desgastantes, dolorosos e etc. Porém, os que tocam a alma mexem na sua estrutura, te tiram da presença de Deus e este, é o pior acontecimento na vida do homem.

É interessante que a maioria, se não todos os problemas que mexem com a alma, o pecado, são decorrentes de escolhas, decisões a serem tomadas.

No principio tudo era perfeito. – Eva escolheu comer o fruto. Gen 3.6;

Judas escolheu trair Jesus. Marcos 3.19;

A Esposa de Ló escolheu olhar para trás. Gen 19.26;

O povo de Israel escolheu ter um rei. I Sm 8.5;


Escolheram pecar / continuar pecando com escolhas que prejudicam a alma, que ferem o vaso...

A Mensagem que foi designada a Jeremias naquele tempo, chega a você hoje. A mensagem que da uma oportunidade de Nova vida, de arrependimento...

Nos versos que lemos encontramos dois vasos:

1- O velho, deformado, com erros e fissuras. 2- O novo, que foi refeito do zero, perfeito.

O Primeiro vaso citado faz referencia a Israel e tem grande semelhança com a nação de hoje que, por fazer sua própria vontade, praticar seus pecados descontroladamente, foi destruída e levada para o Exílio babilônico porém, depois retornou a Jerusalém e passou a ser reconstruída, que Significa agora o novo vaso que Depende de Deus.

O pecado do Homem de hoje, tem afastado ele de Deus, tem feito do seu corpo e alma, um vaso podre, cheio de imperfeições, cheio de arestas quebradas, cheio de buracos. A cada mentira, fornicação, dissimulação.

O vaso tem se formado cada vez mais cheio de pecado e acostumado com este ciclo vicioso do pecar.

Cada vez mais cheio de pecado, até se destruir sem passar pelo processo de reconstrução de um novo vaso.

Talvez você conheça alguém que tenha passado por uma reestruturação.

Alguém que era de um jeito e mudou. Que tenha sido quebrantado, mudado suas atitudes, aparência, futuro e etc... Porque é isso que Deus faz. É isso que ELE quer fazer hoje.

O primeiro vaso é uma vida sem Cristo. Egoísta, carnal. O segundo vaso, este foi restaurado, quebrado e feito outro no lugar. Assim como houve um José como vaso quebrado, e depois um José NOVO no Egito. Um Saulo fariseu e um Paulo Cristão. Um Cefas emocional que fora transformado passou a ser um Cefas Espiritual.

Com estes homens Exemplos eu aprendo que:

1º Vaso

2º Vaso

Antes de Cristo

Depois de Cristo

A imagem e semelhança do homem

A imagem e semelhança de Deus

Sua natureza é carnal

Sua natureza é espiritual

Vive segundo sua vontade

Vive segunda a Vontade de Deus

Vive para si mesmo

Vive para Deus e os outros

Não tem tempo para Deus

Seu tempo é de Deus

Não tem vida espiritual

Cuida sua vida espiritual

Não lê nem medita na Escritura

É fiel na leitura e meditação da Escritura

Não ora nem intercede pelos demais

Cuida de orar e interceder pelos outros

É rebelde

É submisso

É orgulhoso

É humilde

Ama-se a si mesmo

Ama a Deus e aos demais

É vingativo

É perdoador

É teimoso

Reconhece seus erros

É vaidoso e consumista

É generoso e desprendido

É de mau caráter

É afável e bondoso

É desesperado

Espera no Senhor

Vive na ilusão e na hipocrisia

Vive na verdade e sinceridade

Cheio de si mesmo

Cheio de Deus

Procura o pecado

Vive em santidade

Seu compromisso é com o mundo

Seu compromisso é com o reino Deus

Exemplo: Saulo sem Cristo

Exemplo: Paulo em Cristo

Era blasfemador, perseguidor, e injuriador, 1Tm 1.13.

Foi constituído pregador e apóstolo, mestre dos gentios, 1Tm 2.7.

Vaso novo é aquele que constrói sua vida com Deus, o vaso velho: Sem Deus.

O Salmista descreve a evolução dos dois: Uma vida de novo vaso: Salmo 127. Uma vida de Vaso velho: salmos 128. – Aqui o Salmista mostra o contraste da vida do velho vaso e do novo vaso.

“Saulo, porém, respirando ainda ameaças e mortes contra os discípulos do Senhor, dirigiu-se ao sumo sacerdote, e pediu-lhe cartas para Damasco, para as sinagogas, a fim de que, caso encontrasse alguns do Caminho, quer homens quer mulheres, os conduzisse presos a Jerusalém.

Mas, seguindo ele viagem e aproximando-se de Damasco, subitamente o cercou um resplendor de luz do céu; e, caindo por terra, ouviu uma voz que lhe dizia: Saulo, Saulo, por que me persegues?

Ele perguntou: Quem és tu, Senhor? Respondeu o Senhor: Eu sou Jesus, a quem tu persegues; mas levanta-te e entra na cidade, e lá te será dito o que te cumpre fazer.
At 9.1-6.

Quando Saulo cai em terra, o vaso é quebrado e ele passa por uma reestruturação, é feito de novo. As coisas velhas já se passaram 2Cor 2.17.

Ele recebe uma nova vida, um novo nome, agora para honra e glória de Deus. Antes Saulo, agora um novo Vaso: Paulo.

“Ora, numa grande casa, não somente há vasos de ouro e de prata, mas também de madeira e de barro; e uns, na verdade, para uso honroso, outros, porém, para uso desonroso.

Se, pois, alguém se purificar destas coisas, será vaso para honra, santificado e útil ao Senhor, preparado para toda boa obra.

2Tm 2.20-21.

Deus te convida hoje a ser vaso para honra, santificado e útil ao Senhor, preparado para toda boa obra. É necessário que o antigo vaso saia de cena se não o Novo vaso não pode aparecer. Deus quer fazer de você um vaso novo. Tapar os furos, concertar as arestas quebradas, trazer paz, beleza para sua vida. Fazer de Você um Vaso novo, sem lembranças do passado.

No inicio do estudo, falamos sobre decisões que mexem com a Alma. Na parábola do jovem rico, Deus Diz: “Louco, esta noite pedirão tua alma...” Lc 12.20 - Isso é a morte.Hoje Deus te chama a uma decisão que vai mexer com a tua alma, trocar o seu coração e mudar sua vida. Ore neste momento pedindo a Deus que quebre seu coração e faça de você um vaso novo para honra e glória dELE.

Mais fotos do culto podem ser vistas no http://www.facebook.com/album.php?fbid=111658002248171&id=100002119142693&aid=20476




  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

"Plano B"


Por: Marcela Picoli

“Porque eu sei, ó Senhor que não é do homem o seu caminho,

nem é do homem que caminha o dirigir os seus passos”. Jeremias 10:23

Todos nós fazemos planos, não é? Desde que acordamos, até a hora de dormir, fazemos planos. Planos para hoje, para amanhã, para o próximo mês, para daqui a 10 anos... O ser humano ama sonhar e planejar o seu futuro.

E quando, por alguma razão (que muitas vezes não compreendemos), o nosso “plano infalível” falha, o que fazer? Talvez a primeira reação seja entrar em pânico, perder o rumo, se zangar. Porém, depois que essas emoções passam, com certeza vem esta: fazer outro plano. O famoso “Plano B”.

“Plano B“ é uma expressão que significa: “Projeto reserva em relação ao principal; opção de emergência para contornar a perda de controle de um caso”.

Sara tinha tudo: grande beleza, muitos bens e servos, uma família que a amava, um bom casamento, morava em Ur dos caldeus (cidade que era pólo cultural e econômico da época). Tinha tudo, menos o que mais ardentemente desejava: um filho.

O próprio Deus prometeu a Abraão um filho e que, por meio deste, ele seria pai de muitos povos; tanto que sua futura descendência foi comparada às estrelas no céu e aos grãos de areia da praia. “E de ti farei uma grande nação, e abençoar-te-ei e engrandecerei o teu nome; e tu serás uma bênção”. (Gênesis 12:2)

Ocorre que, quando Deus se revelou a Abraão, ele tinha 75, e ela 65. E eram Abraão e Sara já velhos, e adiantados em idade; já a Sara havia cessado o costume das mulheres”.(Gênesis 18:11). Aos olhos dos homens, era impossível que a promessa divina se tornasse realidade.

1- Crer ou não crer: eis a questão!

Não foi fácil para Sara esperar o cumprimento das promessas de Deus.

O Soberano fez promessas importantes a seu marido e, pela fé, eles tiveram que largar tudo – seu país, familiares, a casa do pai - e seguir para uma terra desconhecida que o Senhor lhes mostraria.

Além disso, havia a promessa de um filho naquela altura da vida:

“Então caiu Abraão sobre o seu rosto, e riu-se, e disse no seu coração: A um homem de cem anos há de nascer um filho? E dará à luz Sara da idade de noventa anos?” (Gênesis 17: 17).

“Assim, pois, riu-se Sara consigo, dizendo: Terei ainda deleite depois de haver envelhecido, sendo também o meu senhor já velho?” (Gênesis 18:12).

As promessas de Deus para Seus filhos são maravilhosas, e Ele é fiel, justo e poderoso para nos dar infinitamente mais do que pedimos ou pensamos (Efésios 3:20).

Acontece que nós, seres humanos, somos muito, mas muito imediatistas. Queremos tudo de bom, agradável e perfeito que Deus tem para nos dar para ontem! Quando o Senhor apareceu a Abraão e lhe prometeu que seria pai de muitas nações, ele e sua mulher esperavam que isso acontecesse em, no máximo, nove meses depois! Mas o tempo passou, e nada de se ouvir choro de criança... Foram perdendo as esperanças: Então disse Abrão: Senhor Deus, que me hás de dar, pois ando sem filhos, e o mordomo da minha casa é o damasceno Eliezer? Disse mais Abrão: Eis que não me tens dado filhos, e eis que um nascido na minha casa será o meu herdeiro”. (Gênesis 15: 2, 3).

2- O nascimento do “Plano B”

A cada dia que passava, o caso ia ficando mais e mais difícil, humana e biologicamente falando. Abraão já tinha 85 anos e Sara 75.

Na ansiedade de “solucionar o problema”, Sara resolve “dar um jeitinho” para que a promessa finalmente se cumprisse. Em outras palavras: Sara tinha um “Plano B”, porque o “Plano A” de Deus, estava “demorando demais” para funcionar. Ela sugeriu ao marido que tivesse relações com sua serva egípcia, Agar:E disse Sarai a Abrão: Eis que o Senhor me tem impedido de dar à luz; toma, pois, a minha serva; porventura terei filhos por meio dela...” (Gênesis 16: 2). A lei mesopotâmia desse período autorizava o homem, no caso de a mulher ser estéril, a desposar uma segunda mulher, ou então dava à mulher estéril a possibilidade de oferecer ao marido uma escrava e, assim, tivesse filhos por meio dela.

Abraão, então, aceitou e teve um filho com Agar, e lhe chamou Ismael, conforme o anjo do Senhor havia dito à egípcia (Gênesis 16:11).

O “jeitinho brasileiro” já é conhecido em todo o planeta. É a “arte” de iludir, passar a perna com o que a situação lhe oferece, de “driblar” o problema para se dar bem facilmente na vida.

É o que acontece conosco, quando achamos que a resposta de Deus está “demorando”. Ou, às vezes, por as coisas não estarem exatamente como o que pensamos que é bom, fazemos um “plano B”. Para aliviarmos a nossa consciência, tentamos nos enganar, dizemos que estamos apenas “ajudando” o plano de Deus se cumprir. Assim como fez Sara, manipulando a vida de Agar.

3- Deus se importa, sim!

O Senhor havia feito a promessa no capítulo 12 de Gênesis e, depois, vendo que a fé deles estava diminuindo com o tempo, voltou a reafirmá-la: E eis que veio a palavra do Senhor a ele dizendo: Este não será o teu herdeiro; mas aquele que de tuas entranhas sair, este será o teu herdeiro. Então o levou fora, e disse: Olha agora para os céus, e conta as estrelas, se as podes contar. E disse-lhe: Assim será a tua descendência”. (Gênesis 15: 4, 5).

Deus sabia da aflição e da ansiedade de Sara e Abraão. Ele sonda os nossos corações, e enxerga o quanto queremos que os nossos projetos se efetivem. Quando as coisas demoram a dar certo, ou quando tudo parece ficar difícil demais, pensamos que Deus nos abandonou. Que Ele não se importa com as dificuldades que estamos passando para ver as Suas promessas se realizarem em nossas vidas. Ele mesmo afirmou para Abraão e Sara em sua angústia: “Não temas, Abrão, eu sou o teu escudo, o teu grandíssimo galardão”. (Gênesis 15:1)

Deus está sempre pronto para nos estender a mão e nos ajudar nessa luta e espera diária: “Não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a destra da minha justiça”. (Isaías 41:10). Deus se importa, sim! Porque muito nos ama. E faz tudo para nos confortar e nos dar forças pra continuar e alcançar a bênção. “Eis que Deus é mui grande, contudo a ninguém despreza, é grande a força da sua compreensão”. (Jó 36:5)

4- A Terceira lei de Newton: Para cada ação...

Sara interferiu nos planos de Deus e isso trouxe consequências. Com a gravidez, Hagar passou por radicais mudanças físicas e emocionais. Começou a menosprezar Sara, por não conseguir ter filhos. A senhora tanto se aborreceu, que começou a perseguir e a maltratar a serva, que fugiu de sua presença.

Além disso, Sara reagiu ao orgulho e à autovalorização de Hagar com acusações vingativas contra o marido, que insistia que ela assumisse a responsabilidade por sua empregada (Gênesis 16:5).

Sara, além de ter se precipitado, não quis arcar com as consequências por suas ações. E quantas vezes nós também não fazemos o mesmo? Culpamos ao Senhor, outras pessoas ou até as circunstâncias quando as coisas não saem de acordo com o nosso “plano B”.

5- O “Plano A” de Deus

“Bem sei que tudo podes, e nenhum dos teus planos pode ser frustrado”. (Jó 42:2)

Vendo a condição precária de Hagar e Ismael, Deus teve compaixão deles, protegeu e abençoou a ambos, mas não permitiu que a tentativa de Sara de providenciar um herdeiro por seus próprios meios atrapalhasse Seus planos.

Deus não possui “plano B” para os seus servos. Deus tem um único plano para cada pessoa, um plano, não obstante, extraordinário para quem o recebe.

Posteriormente, anjos apareceram ao casal para lembrar-lhes que a promessa divina permanecia de pé, que Abraão teria um filho legítimo de sua esposa Sara (Gn. 18:10).

Mesmo depois de uma longa e difícil expectativa de 25 anos, Deus cumpriu Seu compromisso, e deu Isaque a Abraão e a Sara.

Na vida deles foi ainda maior o milagre de Deus. O Senhor fez questão de demonstrar Seu domínio e poder, consentindo que uma mulher estéril de 90 anos, com um marido de 100, concebesse, para Sua glória.

Isaque quer dizer “riso”. Quando Deus lhe revelar o Seu poder e prometer bênçãos impossíveis, não ria com descrença, como no início fez Sara (Gn.18:12); mas creia Nele, e ria de alegria, como aconteceu depois (Gn, 21:6). Lembre-se que o mesmo Deus que operou milagres na vida de Sara é o seu Deus, que faz o impossível PARA VOCÊ e POR VOCÊ.

“Dá-me, filho meu, o teu coração, e os teus olhos observem os meus caminhos”. (Provérbios 23:26).



  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Intimidade X Familiaridade


Por: Departamento de Comunicação

O terceiro culto de louvor dirigido pela Unijovem foi realizado no sábado, dia 12/03, o pregador convidado foi o irmão Paulo Leite.

Leite trouxe a diferença entre familiaridade e intimidade, num primeiro momento essas duas palavras parecem ter o mesmo significado, porém durante a explanação da mensagem ele

mostrou a diferença.


Segundo o pregador um dos maiores presentes que Deus nos deu foi a liberdade e por isso as pessoas acabam confundindo liberdade com religiosidade, prática condenada por Jesus.

O pregador disse que Jesus espera que seus filhos tenham intimidade com Ele e não familiaridade, porque a familiaridade gera religiosidade enquanto que a intimidade faz com que a cada dia se conheça mais do Pai.

Conforme a mensagem a religiosidade não traz intimidade e além de tudo é horrível ser religioso.

Ele afirma que “criamos disfarce de crentes e Jesus condena veementemente esse ato”.

Na palavra de Deus, o Irmão mostrou cinco grupos presentes na Bíblia e desafiou a cada um dos presentes a fazerem parte apenas do quinto grupo, que é o grupo do apostolo João, aquele que realmente tinha intimidade com Jesus.

Leite trouxe a questão da intimidade no relacionamento entre a igreja e deixou uma pergunta para que as pessoas refletissem “será que eu posso contar com alguém na hora da aflição?”

O pregador salientou que Deus fez todo ser humano livre e portanto ele pode escolher a

s melhores coisas para sua vida e ele deixou uma fórmula para que os jovens sempre se lembrem na hora de tomar uma decisão “quero, posso e devo?”.

Para finalizar ele lembrou que “sem religiosidade, com espiritualidade”.

A direção foi feita pelo irmão Matheus Martins e o louvor pelo grupo Haggios, o culto contou com a presença de 80 pessoas e quatro visitantes.

video
  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS
  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Uma Mulher de Fé

Por: Natacha Dominato

Jesus tinha acabado de discutir com os fariseus sobre a contaminação do homem. Eles alegavam que os discípulos de Jesus estavam impuros por comerem sem se lavarem e o Mestre afirmou aos fariseus que a contaminação do homem ocorre pelo que sai do seu coração e boca e não com quem ou como eles comem.

Após esse incidente o Salvador partiu da Galiléia e foi para a terra de Tiro e Sidom, na Fenícia, chegando lá Jesus foi para uma casa e não queria que ninguém soubesse de sua presença naquela região, porém sua fama já havia se espalhado.

Sabendo da presença de Jesus ali, a mulher siro-fenícia, nós não sabemos o seu nome pois a Bíblia não relata, foi ao encontro do Mestre e implorou para que Ele libertasse sua filha, pois era possessa de espírito imundo.

Jesus, por sua vez, não lhe deu atenção e parece até ser rude para com a mulher.

Os discípulos tentando mostrar autoridade falaram para que Jesus mandasse aquela mulher embora porque ela estava atrapalhando a estadia deles ali.

Porém, Jesus respondeu “não fui enviado senão às ovelhas perdidas da casa de Israel”.

Apesar de ter recebido essa resposta de Jesus, o adorou e disse “Senhor, socorre-me”.

Aos nossos olhos humanos dá a impressão de que Jesus foi muito rude com a aquela mulher, entretanto Jesus queria mostrar a todos que ali estavam a fé e o conhecimento de verdade que a mulher possuía e aplicou mais um teste a ela ao afirmar que “Não é bom tomar o pão dos filhos e lançá-lo aos cachorrinhos”. Ela não satisfeita com a resposta do Mestre respondeu “Sim, Senhor, porém os cachorrinhos comem das migalhas que caem da mesa de seus donos”.

Não ache estranho você que lê esse texto o fato de Jesus chamar aquela mulher de cachorrinho, porque os moradores da Fenícia eram chamados de cachorros pelos judeus porque eles eram gentios, (não era a raça pura como os judeus julgavam que eles eram).

Essa mulher que não sabemos sequer o nome deu um belo exemplo de reconhecido do Salvador, pois ela reconheceu quem era Jesus e prestou-lhe a devida adoração.

Ela reconhecia que não merecia os privilégios divinos, pois pertencia a uma raça que era desprezada pelo povo de Deus. Tinha conhecimento de que o alimento da mesa do Senhor o pão era dado aos filhos e não aos animais, todavia era dado aqueles que se aproximassem e buscassem esses alimento ainda que em migalhas.

Depois de ver essa demonstração de tamanha fé Jesus exclama “Ó mulher, grande é a tua fé! Por causa desta palavra, podes ir; o demônio já saiu de tua filha”. Ela ao voltar para casa encontrou a filha completamente livre do demônio que a possuía.

O que aprendemos com essa história?

É notório que a mulher siro-fenícia foi buscar a Jesus porque o seu amor de mãe a impulsionou e quantas vezes nós, cristãos ou não, nos achegamos apenas a Jesus quando estamos passando por um grave problema e depois que a situação está completamente resolvida nós o colocamos em segundo plano? É fato que buscamos mais aptos a procurar a Jesus quando estamos em aperto, mas espero que isso não seja uma prática na minha e nem na sua vida.

Após Jesus ter curado a sua filha, certamente aquela mulher louvou ao Senhor por ter libertado a sua filha e mais ainda porque se ela não tivesse por essa dificuldade ela não teria buscado o Mestre e não teria recebido a salvação que encontrou naquele momento de dor, precisamos ter em mente que não há provações maiores do que nós podemos suportar, por isso mesmo em dificuldades por mais difícil que possa ser louve e agradeça ao Senhor, porque “o choro pode durar uma noite mais alegria vem pela manhã”.

Ao realizar aquele milagre Jesus estava mostrando aos discípulos que todos são alvo do amor de Deus, independente de cor, raça, língua ou nação.

Outro ponto importante e que muitas vezes passa despercebido é que muitas vezes queremos tanto algo que apenas pedimos sem perguntar a Deus se esse desejo é da vontade Dele, naquele momento era da vontade de Deus curar a filha daquela mulher mas, no primeiro momento Ele disse não, foi um não para testar a fé dela e muitas vezes Deus age assim conosco testando a nossa fé para vermos se vamos ou não desistir no meio do caminho ou se vamos saber essa que a vontade Dele se cumpra em nossas vidas.

E por fim a mulher siro-fenícia mostrou que a fé verdadeira é persistente diante as dificuldades e provas e que as provas servem para moldar o caráter do cristão e fazer com que ele se aproxime mais do Pai.

Que eu e você sigamos o exemplo da mulher siro-fenicia e mesmo em meio às dificuldades nós possamos persistir e resistir sabendo que o amanhã será bem melhor, pois temos um Pai que nos ama e tem um cuidado especial por cada um de nós.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Testemunho

Por: Departamento de Comunicação

Você confia em alguém que nunca vive o que fala?

Claudino afirmou que “é muito difícil confiar nas pessoas que mentem afirmando ser uma coisa que não o são”.Essa foi à pergunta que o irmão Flávio Claudino abriu sua pregação no culto realizado do lar do irmão Gabriel Cavalcante, realizado no último sábado, 05/03.

O livro de Tiago afirma que o falar do crente deve ser sim, sim e não, não e baseado nisso o pregador lançou mais uma pergunta fazendo com que os crentes refletissem “quando você fala uma coisa todos acreditam em você ou você tem que jurar ou prometer algo para que as pessoas acreditem em você?”.

A mensagem foi de reflexão para os crentes e fez com que cada cristão analisasse sua vida espiritual.

O orador disse ainda que “dar testemunho na igreja é fácil, e no seu trabalho? Você tem sido honesto? Você ora no restaurante ou só em casa por vergonha? Você mente? Como você trata os outros?


Para finalizar sua mensagem Claudino lançou um desafio aos cristãos “que leitura da Bíblia as pessoas estão tendo através da sua vida?”.

O culto foi dirigido pelo irmão Hamilton Magalhães e contou com a

presença de 40 pessoas.

http://www.facebook.com/profile.php?id=100002119142693

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Mais um recorde quebrado


Hoje, 02/03, o unijovempibpp.blogspot.com superou mais uma marca. Foi alcançado o número de três mil visitantes em oito meses que o blog está no ar.

Esse recorde é motivo de grande alegria para os idealizadores do blog e acredito que seja para você que nos acompanha.

Por isso estamos aqui para agradecer mais uma vez a Deus, por nos dar a oportunidade de falar do Seu amor através desse meio de comunicação.

Agradecer também a cada um que de forma direta ou indireta contribui para que esse blog esteja no ar.

E principalmente a você, querido internauta, que faz com que esse blog continue a existir, porque se não fosse a sua visita diária não teria razão de continuarmos com o unijovempibpp.blogspot.com no ar.

Continuem conosco porque o nosso objetivo é honrar ao Nosso Deus cada dia mais e dar sempre o melhor a você nosso querido visitante.

E se tiver alguma críticas ou sugestão sinta-se a vontade em fazê-lo pelo unijovempibpp@hotmail.com e sendo possível nos atenderemos a sua sugestão ou crítica.

Equipe do Blog Unijovem PIBPP

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Mês das Mulheres

Por: Departamento de Comunicação

No dia 08 de Março é comemorado o Dia Internacional da Mulher.

E fazendo jus a uma data que tem um valor histórico, a Unijovem terá durante todo o mês estudos sobre as mulheres que tiveram sua vida relatada na Bíblia.

As responsáveis por trazerem esses estudos serão quatro meninas são elas: Natacha Dominato, Marcela Picoli, Melanie Borges e Lília Lebedenco.

O tema mulher é muito rico na palavra de Deus desde o Velho até o Novo Testamento.

Essas mulheres de Deus têm muito a acrescentar tanto na vida das meninas como na vida dos meninos de hoje.

Por isso não perca os estudos sobre as mulheres da Bíblia a partir do dia 06 de março às 18h no salão social.

http://www.youtube.com/watch?v=8csoDNi1bPo


video
  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS